Acessar o portal SBRH

Climatério: Considerações Gerais

Sônia Maria Rolim Rosa Lima
Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
Coordenadora do Comitê de Climatério e Anticoncepção da SBRH

Climatério é o período no qual ocorre a transição da fase reprodutiva para a não reprodutiva, resultante da insuficiência ovariana secundária ao consumo de folículos primordiais que constituem o patrimônio genético de cada mulher. A Organização Mundial de Saúde também define este período como uma fase biológica da vida e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo.

Menopausa é um ponto no tempo, isto é, a data da última menstruação. Define-se menopausa como a ausência permanente da menstruação, determinada retrospectivamente após doze meses de amenorréia afastando -se outras causas patológicas ou fisiológicas.

As mulheres normalmente apresentam a menopausa ao redor dos 51 anos. Cerca de 95% referem ter seu último período menstrual entre as idades de 45 a 55 anos. Quando ocorre antes dos 40 anos considera-se ser portadora de uma insuficiência ovariana primária.

O Estágios do Envelhecimento Reprodutivo (STRAW) 1 foi desenvolvido com base em dados de múltiplos estudos longitudinais de coorte. É considerado o padrão-ouro para caracterizar o envelhecimento desde a menarca até a menopausa e inclui critérios para os anos reprodutivos, transição menopausal, perimenopausa e após a menopausa com base em padrões do ciclo menstrual, achados endócrinos e sintomas1. Assim temos o período de transição menopausal, onde ocorrem alterações endocrinológicas, biológicas e clínicas, com inicio cerca de quatro anos antes do último período menstrual e término com a menopausa. O período de perimenopausa engloba a transição menopausal até um ano após a menopausa. Após esse evento tem início o período de após a menopausa.

Os hormônios produzidos pelos ovários são de capital importância para o organismo feminino. O estado de deficiência ovariana é vivenciado por todas as mulheres com maior ou menor de gravidade. Assim quando tem início o declínio hormonal, podem ocorrer manifestações mesmo antes de a última menstruação ter ocorrido; citam-se os distúrbios do padrão menstrual, incluindo a anovulação, a redução da fertilidade, a diminuição ou aumento do fluxo menstrual; a instabilidade vaso motora, representada pela ondas de calor ou fogachos, também conhecida como “selo do climatério” (específica de deficiência estrogênica, que pode ou não ser acompanhada de sudorese intensa), as manifestações psicológicas que incluem a ansiedade, o humor depressivo, a irritabilidade, a insônia e as mudanças na função sexual , com queixa frequente de disfunção do desejo sexual*2.

Em relação às alterações hormonais o que se destaca é o decréscimo do estradiol sérico com concomitante aumento principalmente do hormônio folículo estimulante (FSH). Ocorre também aumento significante nos triglicérides, colesterol total e LDL colesterol que pode ser observado entre três a cinco anos da menopausa natural, enquanto que naquelas submetidas a ooforectomia o aumento do colesterol total, triglicérides e lipoproteina a Lp(a), ocorre nas primeiras seis semanas após o procedimento, com importantes repercussões cardiovasculares*3.

O período do climatério também está associado com a mudança da forma corporal, assim pode ocorrer aumento do depósito de gordura abdominal, contribuindo para o aumento do risco da DCV 4. Observa-se também aumento da pressão arterial discutindo-se se este fato deve-se ao próprio envelhecimento ou pela carência hormonal característica deste período*5.

Outros fatores que sofrem alterações incluem uma diminuição progressiva da inibina B sérica, assim como uma diminuição do hormônio anti-Mülleriano (AMH), outro produto da célula da granulosa. Além disso, a contagem de folículos antrais ovarianos (AFC), definida como folículos medindo de 2 a 10 mm de diâmetro na ultrassonografia transvaginal, decresce de forma constante desde os anos reprodutivos até após a menopausa. A inibina B, AMH e AFC são utilizados para avaliar a reserva ovariana no contexto de técnicas de reprodução assistida, mas nenhum foi validado como preditor do último período menstrual*6.

Havendo persistência do quadro de insuficiência hormonal podem também ocorrer o aparecimento da atrofia do epitélio vulvovaginal levando a formação das carúnculas uretrais, dispareunia, prurido, e dificuldades urinárias tais como a incontinência, urgência, uretrites e cistites irritativas – características da Síndrome Gênito- Urinária 7.
Com o passar do tempo, ocorrem também alterações no metabolismo ósseo com perda de massa óssea, podendo instalar-se quadros de osteopenia ou osteoporose aumentando o risco de fraturas especialmente do quadril, com graves repercussões para a qualidade de vida*8.

Nosso Comitê terá como objetivo discutir os aspectos relevantes e atuais desta fase da vida.

Referências Bibliográficas
1 Harlow SD, Gass M, Hall JE, Lobo R, Maki P, Rebar RW, Sherman S, Sluss PM, de Villiers TJ; STRAW + 10 Collaborative Group. Executive summary of the Stages of Reproductive Aging Workshop + 10: addressing the unfinished agenda of staging reproductive aging. J Clin Endocrinol Metab.2012Apr;97(4):1159-68. doi:10.1210/jc.2011-3362
2Santoro N, Crawford SL, El Khoudary SR, Allshouse AA, Burnett-Bowie SA,Finkelstein J, Derby C, Matthews K, Kravitz HM, Harlow SD, Greendale GA, Gold EB,Kazlauskaite R, McConnell D, Neal-Perry G, Pavlovic J, Randolph J, Weiss G, Chen HY, Lasley B. Menstrual Cycle Hormone Changes in Women Traversing Menopause:Study of Women’s Health Across the Nation. J Clin Endocrinol Metab. 2017 Jul1;102(7):2218-2229. doi: 10.1210/jc.2016-4017
3 Matthews KA, El Khoudary SR, Brooks MM, Derby CA, Harlow SD, Barinas-Mitchell EJ, Thurston RC. Lipid Changes Around the Final Menstrual Period Predict Carotid Subclinical Disease in Postmenopausal Women. Stroke. 2017 Jan;48(1):70-76. doi:10.1161/STROKEAHA.116.014743.
4 Gambacciani M, Ciaponi M, Cappagli B, Benussi C, De SimoneL, Genazzani AR. Climacteric modifications in bodyweight and fat tissue distribution. Climacteric. 1999; 2: 37-44.
5 Lima SM, Aldrighi JM, Consolim-Colombo FM, Mansur Ade P, Rubira MC, Krieger EM, Ramires JA. Acute administration of 17beta-estradiol improves endothelium-dependent
vasodilation in postmenopausal women. Maturitas. 2005 Apr 11;50(4):266-74. PubMed PMID: 15780525.
6 Burger HG. Unpredictable endocrinology of the menopause transition: clinical, diagnostic and management implications. Menopause Int. 2011 Dec;17(4):153-4. doi:10.1258/mi.2011.011026.
7 Portman DJ, Gass ML; Vulvovaginal Atrophy Terminology Consensus Conference Panel. Genitourinary syndrome of menopause: new terminology for vulvovaginal atrophy from the International Society for the Study of Women’s Sexual Health and the North American Menopause Society. Menopause 2014; 21(10):1063-8.
8 Lima SMRR, Botogoski SR, Reis BF.. Menopausa: o que você precisa saber. São Paulo: Atheneu; 2014. 760 p..